Como criar e usar PARÂMETROS para criar Relatórios Dinâmicos

Leonardo Karpinski

Leonardo Karpinski

Mestre do Power BI, criador do Curso Express de Power BI e Curso Completo de Power BI. Formou mais de 16 mil alunos nos últimos anos e participou de projetos em grandes empresas nacionais e multinacionais.

Fala, galera! Hoje vamos falar bastante sobre parâmetros, como a gente define, para o que que serve e mais.

Para quem trabalha com distribuição de relatórios para vários clientes, e eles só mudam a base de dados, o local da base, com parâmetros é possível automatizar esse processo, e fica bem legal!

Vamos começar com os recados importantes:

– Materiais estarão disponíveis no link na descrição do vídeo;

– A Live fica disponível até a próxima segunda, depois somente alunos tem acesso na plataforma. Então corre para assistir!

– Entre os dias 1 e 5 de Fevereiro teremos uma nova Power BI Week em PT. Não deixa de se inscrever: https://powerbiexperience.com/pt/pbiw6/

– Nessas próximas semanas teremos umas lives super legais e com assuntos interessantes. Fiquem ligados para não perderem, ein!

– Playlist com (algumas) lives antigas: https://powerbiexperience.com/pt/playlist-lives-semanais/

– Dá uma olhada no nosso blog também que tem muita coisa boa. Todo vídeo vira um artigo, então tem tudo lá! https://powerbiexperience.com/pt/blog/            

– Download do Ebook “O Caminho para o Sucesso com Power BI”:
https://powerbiexperience.com/arquivos/Ebook_O_Caminho_para_o_Sucesso_com_Power_BI_LeoKarpa.pdf

Agora sim, vamos aos Parâmetros!

Parâmetros

Onde podemos usar parâmetros?

Existem dois lugares onde podemos encontrar:

  • Power Query: Armazenar caminho da base de dados e facilitar a manutenção (ex: você está trabalhando com arquivos locais, aí você cria um parâmetro com o caminho do arquivo, então simplesmente você troca o parâmetro e ele automaticamente troca para encontrar no local novo)
    – Facilitar troca de ambiente Dev para Prod no PBI Online (você tem o ambiente de desenvolvimento, que é onde você desenvolve e o ambiente do cliente, publica no Power BI Online e lá você troca pro seu ambiente de produção -parâmetro com nome do servidor e outro com o nome do banco de dados-;
    – Aplicar filtros na base de dados;
    – Utilizar na chamada de stored procedures ou instruções SQL.

Vou mostrar pra vocês o segundo item:

Abrir o Power Query → “Página Inicial” → “Configurações da fonte de dados”

Conferiu a sua base de dados e então:

“Gerenciar parâmetros” → “Novo”

Figura 1: Gerenciando parâmetros
Figura 2: Nova consulta inserida

Dica: Na hora de gerenciar o parâmetro no campo “Tipo” não esqueça de sempre definir como “Texto”, caso contrário no Power BI Online você não vai conseguir editar.

Figura 3: Consultas criadas

Alterando as configurações da fonte de dados:

Figura 4: Configurando a fonte de dados no SQL Server

Após as alterações nas consultas, vamos ver como vai ficar no Power BI Online, mas primeiro vamos publicar.

É possível também fazer a alteração do parâmetro direto no Power BI Online.

Visando filtrar o valor de uma tabela com base em um parâmetro:

Abrir “Power Query” → “Gerenciar Parâmetro”

Figura 5: Gerenciando os parâmetros para filtro
Figura 6: Mais uma consulta adicionada

Então você pode ir direto na linha e filtrar a opção. No caso do vídeo, a opção foi “Alimentos”. Clicar em “Aplicar e fechar”.

Bom, não vamos usar desta forma, foi apenas um exemplo mesmo para vocês verem que também pode ser feito assim.

Visando utilizar o SQL, podemos fazer:

“Obter dados” → “Banco de dados SQL Server”

Figure 7: Utilizando dados do SQL Server

Após obter os dados, vamos utilizar a função de “Gerenciar Parâmetros” novamente:

Figura 8: Gerenciando mais um parâmetro com “FiltroVendedor 265”

Então vocês podem ver que no lado esquerdo em “Outras Consultas” foi criada uma nova como “FiltroVendedor (265)”

Agora vamos ver nos cenários:

                        – Simulação de cenários (What-if Analysis)

                        – Filtro dinâmico

                        – Seleção dinâmica de medidas

Simulação de cenário

Vamos supor que eu queira simular para cada grupo de produto, quero criar um faturamento que seja, por exemplo 10% de crescimento no próximo ano em todos os produtos.

Sendo então:

“Modelagem” → “Novo parâmetro” → “Parâmetro de hipóteses”

Figura 9: Ajustando os parâmetros “What If”

Sempre quando fazemos essa criação de parâmetros, automaticamente vai gerar uma tabela “Variação” em “Campos”

Figura 10: Após a criação de parâmetros gera uma tabela
Variacao =
GENERATESERIES (
    -1,
    1,
    0.05
)

Fazendo uma hipótese com um crescimento de 30%, temos que fazer da seguinte forma:

“Criar nova medida”

Faturamento WIF =
[Faturamento] * ( 1 + [Variacao Valor] )

Para esse tipo de informação, é melhor utilizarmos o gráfico de área, pois melhora visualização dos dados.

Figura 11: Gráfico de área com informação ao longo dos anos

Para finalizar nossos cálculos vamos em:

“Modelagem” → “Nova tabela”

ProdutoAux =
Produto

Dessa forma eu criei uma cópia da tabela “Produto”. Com isso, vamos criar uma tabela física.

Na tabela “Vendas” vamos pegar “cdProduto” e jogar na “ProdutoAux”, ele vai criar um relacionamento entre as tabelas, porém vamos inativar.

Após feito isso então, vamos utilizar o “Grupo” da tabela auxiliar, e como está com o relacionamento inativo, ele não faz o filtro.

Assim vamos analisar os produtos e aplicar os descontos somente para eles, e os demais vão ficar com o valor normal de faturamento.

Faturamento WIF =
VAR vSelecionados =
    VALUES ( ProdutoAux[cdProduto] )
VAR vFatSelecionados =
    CALCULATE (
        [Faturamento] * ( 1 + [Variacao Valor] ),
        USERELATIONSHIP ( ProdutoAux[cdProduto], Vendas[cdProduto] )
    )
VAR vNaoSelecionados =
    EXCEPT (
        ALL ( Produto[cdProduto] ),
        vSelecionados
    )
VAR vFatNaoSelecionados =
    CALCULATE (
        [Faturamento],
        vNaoSelecionados
    )
RETURN
    vFatNaoSelecionados + vFatSelecionados

Ufa! Rss

Agora sim!

Podem ver que estamos aplicando 10% apenas em “Cachaça”, “Farinhas” e “Farinhas de Trigo”.

Figura 12: Resultado final com produtos selecionados

É isso, gente!

Valeu pela companhia! Terça que vem tem mais.

Abraços,

Leonardo.

Compartilhe este post:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest