Como Fazer Dashboard de Compras no Power BI

Leonardo Karpinski

Leonardo Karpinski

Mestre do Power BI, criador do Curso Express de Power BI e Curso Completo de Power BI. Formou mais de 16 mil alunos nos últimos anos e participou de projetos em grandes empresas nacionais e multinacionais.

Fala Incomparável,

No artigo de hoje você vai aprender como fazer um dashboard de compras no Power BI com KPIs e métricas como Custo do Produto, Atraso na Entrega, Lead Time, Savings etc. Fala sério! conteúdo mega valioso não é mesmo, eu estou super animado para te mostrar como fazer isso. Faça o download da base de dados e siga o passo a passo para me acompanhar nesse artigo, beleza!?

Download da Base de Dados: CLIQUE AQUI.

Mas antes de começar, dá uma olhada na imagem abaixo e veja o quanto ficou incrível esse dashboard de compras feito no Power BI.

Figura 01 – Dashboard de Compras no Power BI

Principais KPIs de Compras

A tarefa de entender e descobrir quais métricas e KPIs precisam ser entregues, fazem parte da etapa de mapeamento de requisitos de um projeto, porém, algumas vezes o cliente pode não ter essa informação de forma clara o suficiente, nesse cenário, o desenvolvedor precisará atuar como guia do cliente e recorrer a outros artifícios para atender à demanda, sendo assim, existem 3 caminhos possíveis:

  1. Conversar com especialista da área
  2. Pesquisar no Google
  3. Consultar um livro de KPIs

Durante o desenvolvimento desse dashboard, optei por fazer uma busca rápida no google, mas fica a seu critério utilizar o que fizer mais sentido para você, beleza?!

Figura 02 – Buscando KPIs

Conhecendo a Base de Dados

A base de dados dessa malharia contém as seguintes tabelas:

  • dimProduto: tabela dimensão com dados cadastrais dos produtos
  • dimComprador: tabela dimensão com dados cadastrais dos compradores
  • dimfornecedor: tabela dimensão com dados cadastrais dos fornecedores
  • ftPedidos: tabela fato contendo os registros de cada pedido realizado

Modelagem de Dados

Como você deve ter notado, a base de dados é relativamente simples, sendo assim os relacionamentos entre as tabelas ficaram da seguinte forma:

Figura 03 – Relacionando as Tabelas

Dica do Mestre: Se você está começando a dar os seus primeiros passos com Power BI, e não entendeu o que foi feito até aqui, eu tenho um presente para você. CLIQUE AQUI e acesse agora mesmo o meu CURSO GRATUITO de POWER BI.

Importando o Background

Após importar os dados no Power BI e relacionar as tabelas devidamente tratadas, importe o background que você criou no Figma, no Power Point ou qualquer outra ferramenta de sua preferência.

Cabe destacar que, o background utilizado nesse exemplo, bem como o dashboard completo são disponibilizados com exclusividade para os alunos do curso completo.

Para importar o background, siga os passos abaixo:

  1. Acesse o painel de formatação, opção “Tela de Fundo”
  2. Em “Imagem”, selecione o arquivo do seu background
  3. Para esse dashboard, em “Ajuste da Imagem” escolha a opção “Normal”
  4. Em “Transparência”, ajuste para 0%.
Figura 04 – Importando Background

Calculando KPIs de Compras no Power BI

Para facilitar sua vida eu vou deixar logo abaixo todas as métricas utilizadas nesse dashboard, assim, você só precisa copiar e colar no seu projeto, beleza?!

Custo Bruto: multiplicação da quantidade de cada pedido pelo custo unitário do item pedido.

$ Custo Bruto =
SUMX ( fPedidos, fPedidos[quantidade] * RELATED ( dProduto[custo_unitario] ) )

Saving: para calcular o valor economizado, multiplique o custo bruto pelo valor do desconto.

$ Saving =
SUMX (
    fPedidos,
    fPedidos[quantidade] * RELATED ( dProduto[custo_unitario] ) * fPedidos[desconto]
)

Custo Líquido: é dado pela subtração do custo bruto menos o Saving.

Custo Liquido =
[$ Custo Bruto] – [$ Saving]

Lead Time: é a média da diferença de dias entre a data do pedido e a data da entrega.

Lead Time =
AVERAGEX (
    fPedidos,
    DATEDIFF ( fPedidos[pedido_data], fPedidos[entrega_data], DAY )
)

Atraso Médio: é a média da diferença de dias entre a data de previsão e a data de entrega.

Atraso Medio =
AVERAGEX (
    FILTER ( fPedidos, fPedidos[entrega_data] > fPedidos[previsao_data] ),
    DATEDIFF ( fPedidos[previsao_data], fPedidos[entrega_data], DAY )
)

Quantidade Pedidos: contagem da quantidade de pedidos realizados.

Qtd Pedidos =
COUNTROWS ( fPedidos )

E com isso finalizamos os cálculos, mas se você teve dificuldade no entendimento deles, e quer entender de forma detalhada não apenas os cálculos DAX, mas todo o passo a passo para construir dashboards do zero com Power BI, clique no link abaixo e inicie agora sua jornada para se tornar um expert em Power BI.

QUERO ME TORNAR UM INCOMPARÁVEL AGORA.

Storytelling de Compras no Power BI

E agora, vamos ao storytelling! Um bom Storytelling é a chave para você impressionar seu chefe pegando aquele relatório super demorado de fazer no Excel e transformando em um dashboard super dinâmico e interativo no Power BI, logo abaixo vou deixar um guia dos visuais e configurações utilizadas nesse exemplo para você replicar no seu projeto, e começar hoje mesmo a criar dashboards incríveis com Power BI.

Na figura 05, está o guia do storytelling com os espaços ou blocos numerados para te orientar.

Figura 05 – Guia Storytelling

Na figura 06, estão os visuais utilizados em cada espaço/bloco bem como suas métricas e demais configurações.

Figura 06 – Visuais Utilizados

Você deve ter notado um botão verdinho nos espaços 2 e 3, eles servem para alternar os visuais entre fornecedor e produto. O passo a passo seguinte irá te ensinar como alternar os visuais do espaço 3 e depois ficará de lição de casa para você fazer a alternância dos visuais de Saving no espaço 2, combinado?

  1. Duplique o gráfico que irá fazer a alternância, e coloque um em cima do gráfico já existente
  2. Troque o Eixo de “Fornecedor” para “produto”
Figura 07 – Sobrepondo Visuais

Agora, insira os botões:

  1. Clique na guia “Inserir”
  2. Em seguida, clique em “Botões”
  3. Escolha a opção “Em Branco”
Figura 08 – Inserindo os Botões

Em seguida, tire a borda do botão e duplique o mesmo, deixando os 02 botões sobrepostos.

O próximo passo, é a criação dos indicadores:

  1. Clique na guia “Exibição”
  2. Ative os painéis de “Indicadores” e “Seleção” clicando nos botões destacados
  3. No painel de seleção, clique no olhinho para ocultar um botão
  4. Ainda no painel de seleção, clique no olhinho para ocultar um indicador
  5. No painel de indicadores, clique em adicionar e chame o indicador de “Fornecedor”
Figura 09 – Criando Indicadores

Agora, repita os passos para criar o indicador “Produto”.

Em seguida, é necessário atribuir ação aos botões. Se você seguiu certinho o passo a passo, o botão que está ativo é o de fornecedor, ou seja, ao clicar nele veremos o gráfico de fornecedor.

  1. Clique no Botão
  2. No painel de formatação, escolha a opção “Ação”
  3. Em “Tipo”, selecione a opção “Indicador”
  4. Em “Indicador”, selecione a opção “Fornecedor”
Figura 10 – Configurando o Botão

Para testar o botão, basta clicar nele apertando o CRTL. Se você configurou tudo certinho, o botão ativo após o clique de teste é o de Produto, e para configurar a ação dele repita os passos anteriores.

E para finalizar a configuração dos botões, precisamos desmarcar a opção “Dados” de cada um dos indicadores.

  1. No painel de indicadores, clique nos 3 pontinhos ao lado do indicador que você vai configurar
  2. Desabilite a opção “Dados”
Figura 11 – Desabilitando Dados

Agora, repita os passos para o indicador “Produto”.

E como última dica para finalizar o storytelling, note que no espaço 3 a métrica Lead Time está mostrando 23 dias, e para criar esse formato personalizado basta ir na formatação da medida, e colocar o formato desejado conforme mostra a figura 12.

Figura 12 – Formato Lead Time

E por hoje é isso, espero que você coloque tudo em prática hoje mesmo.

Crie sua versão desse dashboard de compras com Power BI, e poste em suas redes sociais Linkedin e/ou Instagram me marcando, eu quero muito ver o seu trabalho, estamos combinados?!

Para não perder nenhuma novidade sobre Power BI e sobre as próximas turmas da Power BI Experience, entre no Canal do Telegram e acompanhe as outras redes sociais.

Abraços, Leonardo Karpinski.

Compartilhe este post: